• KINESIOTERAPIA
  • SEGURO
  • EFECTIVO
  • QUALQUER IDADE
  • KINESIOTERAPIA
  • EFECTIVO
kinesioterapia_1 kinesioterapia_112 kinesioterapia_53 kinesioterapia_24 kinesioterapia_45 kinesioterapia_36
*

SOBRE KINESIOTERAPIA

Kinesioterapia é uma disciplina médica independente, com base na experiência em todas as outras disciplinas médicas, assim como em metodologias de educação física.

A Kinesioterapia é uma forma de treino físico e de tratamento de várias patologias de saúde. Para alcançar resultados terapêuticos o kinesioterapeuta utiliza movimentos ativos e passivos, certos exercícios terapêuticos e exercícios respiratórios. Na Kinesioterapia combina-se e usa-se os conhecimentos de anatomia e fisiologia, bioquímica e biomecânica, medicina e higiene, psicologia e pedagogia, educação física e desporto. O principal objetivo é restaurar, preservar e melhorar o estado de saúde de um indivíduo em particular, promovendo conforto físico, mental, espiritual e social.

A kinesioterapia partilha com a osteopatia os seus princípios e as suas leis fundamentais. Em ambos os métodos terapêuticos existe uma visão holística do corpo humano (funciona como uma unidade na qual todas as partes estão interligadas dependendo umas das outras e influenciando-se mutuamente), ou seja, a estrutura (anatomia) e a função (fisiologia) estão interrelacionadas a todos os níveis influenciando-se mutuamente. Considera-se que o próprio organismo tem capacidade de se curar (o corpo possui a sua própria farmácia) e que esse processo se realiza através do restabelecimento da circulação de fluídos na região em disfunção (lei da artéria).

Esta interdependência da estrutura e da função, confere ao sistema músculo-esquelético um papel especial entre os sistemas corporais e na sua relação com a saúde do individuo

HISTÓRIA DA KINESIOTERAPIA

O nome vem do grego kinesis (movimento)+terapia (tratamento) = tratamento através do movimento. Pela primeira vez em 1973 na Bulgária e em 1978 na editora russa "Medicina e Educação Física" (Sófia, Bulgária), foi apresentado o livro "Kinesioterapia Manual", editado pelo famoso cientista búlgaro, medico ortopedista e traumatologista, Doutor em Medicina Ciências, Professor L. Boneva, escrito por uma equipa de autores médicos que exerciam a sua pratica clínica no hospital de reabilitação pós-operatória do Instituto de ortopedia e Traumatologia de Sófia. Nesta publicação fundamental de ensino estão incluídos todos os tipos de tratamento em kinesioterapia através do movimento: massagem, terapia ocupacional, elementos de jogos de desportos, mecanoterapia, e aparelhos de musculação. A base teórica da Kinesioterapia “chamada” fisiologia do movimento. O fundador da Kinesioterapia moderna na RÚSSIA foi um cientista, médico, professor e figura pública, o presidente nacional da Fundação "Saúde, meio ambiente e desporto”, Professor Sergei Mikhailovich Bubnovsky, autor de mais 50 artigos científicos e 10 patentes certificadas de modelo de unidade na medicina e tecnologia médica.

QUE TRATA O KINESIOTERAPIA

A Kinesioterapia é uma forma de treino físico e de tratamento de várias patologias de saúde. Para alcançar resultados terapêuticos o kinesioterapeuta realiza os movimentos ativos e passivos, certos exercícios terapêuticos e exercícios respiratórios, combinando conhecimentos de anatomia, fisiologia, bioquímica, biomecânica, medicina, psicologia, pedagogia, educação física e desporto. O principal objetivo é restaurar, preservar e melhorar o estado de saúde de um indivíduo em particular, promovendo conforto físico, mental, espiritual e social.

A Kinesioterapia de uma forma genérica pode ser dividido em duas seções:

  1. Kisioterapia ativa é caracterizada pela participação ativa e consciente do paciente, que executa movimentos em determinadas posições terapêuticas adaptadas à patologia em causa.
  2. Kisioterapia passiva abrange formas e meios em que o paciente participa passivamente, não produz movimentos voluntários. O movimento é feito manualmente pelo terapeuta ou por meio de outros dispositivos (massagem, electroestimulação, crioterapia, etc.)

Relativamente à osteopatia a Kinesioterapia distingue-se por ser o único tratamento ativo, em que o paciente está plenamente envolvido no processo de reabilitação organismo. Assim, o paciente aumenta a motivação, e fé em sua própria força que vai dar o controle sobre a doença, o que sem dúvida, acelera e facilita o processo de recuperação organismo.

A Kinesioterapia é geralmente prescrita para pessoas que sofrem de certas doenças do sistema musculoesquelético e do sistema nervoso. Indicações de kinesioterapia:

  • Perturbações músculo-esqueléticas
  • Fibromialgia
  • Artralgia
  • Osteoporose
  • Epicondilite lateral (cotovelo do tenista)
  • Artrite reumatoide
  • Osteoartrite
  • Dor no ombro (periartrite, lesão manga do rotadores)
  • Dor miofascial
  • Dor e lesões relacionadas com o desporto e exercício
  • Cervicalgia
  • Gonartrose grau 1,2
  • Coxartrose grau 1,2
  • Preparação pré-operatória para artroplastia, gonartrose e coxartrose grau 3,4
  • Reabilitação pós-operatória (artroplastia)
  • Espondilite anquilosante
  • Hérnia discal
  • Escoliose
  • Correção de postura
  • Dor ciática

O KINESIOTERAPIA UMA FORMA DE TREiNO FISICO

Os exercícios usados na kinesioterapia, de acordo com as suas características, podem ser agrupados em dois tipos de treino:

Ginástica articular – movimentos que procuram desenvolver a mobilidade articular, a resistência e a flexibilidade dos tecidos muscular e conjuntivo. Este tipo de treino é realizado de forma ativa ou passiva sem a utilização de pesos. De acordo com as características do paciente e da patologia apresentada, os exercícios podem ser realizados com amplitude e velocidade ou de forma lenta e com pequena amplitude (micromovimentos).

Movimentos de descompressão – são movimentos adaptados a cada paciente, de acordo com a sua capacidade física, idade, peso e patologias que apresenta. O objetivo é aumentar a força, a resistência e a flexibilidade dos diferentes segmentos corporais.

Após adquirir o conhecimento das características da sua patologia, o conhecimento dos exercícios terapêuticos mais adequados e da forma de os realizar, cada individuo pode elaborar e adequar o seu plano de treino de forma a melhorar a sua força física e o seu estado de saúde.

PROGRAMA CURRICULAR

Módulo I

  • DESTINATARIOS:

    População alvo – Para profissionais da área de saúde (massagistas, fisioterapeutas, osteopatas, enfermeiros, etc.) e para todos os interessados nos efeitos clínicos do exercício(população em geral).
  • OBJETIVOS:

    Dar a conhecer os princípios fundamentais dos movimentos terapêuticos (kinesioterapia), a sua visão da mecânica do movimento do corpo humano e como se pode construir um plano de treino adaptado a diferentes patologias (hérnias discais, tendinites, artroses, AVC, DCV, asma, etc.)

PROGRAMA E METODOLOGIAS

  1. INTRODUÇÃO KINESIOTERAPIA
    1. MÉTODO DE KINESIOTERAPIA
  2. CORPO 3 ANDARES VISÃO GERAL
    1. ANDAR 1
    2. ANDAR 2
    3. ANDAR 3
  3. CINESIOLOGIA
    1. GRANDE DIVISÕES DE CORPO HUMANO
    2. PRINCIPAIS PARTES DE CORPO HUMANO
    3. ARTICULAÇÕES DE CORPO HUMANO
    4. MOVIMENTOS DE CORPO HUMANO
  • SISTEMAS DE SAÚDE
  • ANATOMIA MOVIMENTOS TERAPÊUTICOS
  • PATOLOGIAS EM MOVIMENTOS CLÍNICOS

FORMADORES

Módulo II

  • DESTINATÁRIOS

    População alvo – Para profissionais da área de saúde e alunos com o módulo I do curso do ARAM
  • OBJETIVOS

    Dar a conhecer as posições e os movimentos terapêuticos para o tratamento de patologias da coluna vertebral.

PROGRAMA E METODOLOGIAS

  1. ORGANISMO UMA SISTEMA ATIVO
    1. FATORES TERAPÊUTICOS E FATORES PATOLÓGICOS
  2. COLUNA VERTEBRAL
    1. TERMINOLOGIA DE AÇÃO ARTICULAR
    2. CLASSIFICAÇÃO DAS ARTICULAÇÕES
    3. ARTROLOGIA DO CORPO AXILAR
  • POSIÇÃO TERAPÊUTICA E AÇÃO DO MOVIMENTOS
  • MOVIMENTOS ATIVOS E RESPOSTA TERAPÊUTICA
  • DISFUNÇÕES DA COLUNA VERTEBRAL

FORMADORES

Módulo III

  • DESTINATÁRIOS: População alvo – Para profissionais da área de saúde e alunos com o módulo II do curso do ARAM
  • OBJETIVOS: Dar a conhecer técnicas passivas (massagem e técnicas manipulativas) e ativas (com o próprio corpo e com cargas externas) de kinesioterapia e a sua combinação terapêutica para prevenção e tratamento de patologias da coluna vertebral.

PROGRAMA E METODOLOGIAS

  1. FISIOLOGIA DA DOR
  2. CONHECIMENTO BÁSICOS SOBRE ANATOMIA,ORGAÕS E SISTEMAS. FUNDAMENTOS DE ANATOMIA.
  3. SISTEMA ESQUELÉTICO E ARTICULAR
  4. SISTEMA MUSCULAR COLUNA VERTEBRAL
  5. AVALIAÇÃO GLOBAL COLUNA VERTEBRAL EM KINESIOTERAPIA (analise estrutural)
  6. PRINCIPAIS DISFUNÇÕES DA COLUNA VERTEBRAL
  7. TÉCNICAS MOVIMENTOS PASSIVOS (massagem movimentos basicos)
  8. TÉCNICAS DE MASSAGEM PROFUNDAS PARA COLUNA VERTEBRAL
  9. MOVIMENTOS ADAPTATIVOS PARA COLUNA VERTEBRAL COM UTILIZAÇÃO MAQUINAS DE DESCOMPRESSÃO

CONTACTOS - data.aram@gmail.com